Associações
Contribuem para o desenvolvimento cultural da Freguesia: o Centro Cultural Social e Desportivo de Tibaldinho, a Sociedade Filarmónica de Tibaldinho, os Jovens Cristãos de Alcafache, a Alcatuna e as Tricanas de Tibaldinho.
CENTRO CULTURAL SOCIAL E DESPORTIVO DE TIBALDINHO
 

Criado em 13 de Dezembro de 2004, resulta da junção da Associação Cultural e Desportiva de Tibaldinho com o Grupo Coral de Alcafache.

A Associação Cultural e Desportiva de Tibaldinho havia sido fundada em 13 de Dezembro de 1976. Foram fundadores os sócios António Pais dos Santos, António Ferreira Gomes, António Loureiro Ferreira, Leonel Lopes, Manuel Rodrigues, António Gouveia Rodrigues, João Lopes, Alexandre Pais dos Santos e Vítor Lopes Esteves.

O Grupo Coral de Alcafache havia sido fundado pouco mais de um mês antes, em 26 de Janeiro de 1975, pelos sócios António Mário Silva Rodrigues, Francisco Manuel Nunes, Maria Teresa Santos Cunha, Maria José Alexandre Costa Mendes, António Soares Agostinho, Manuel Pais Messias, António Gouveia Rodrigues e Maria de Jesus Pinheiro.
 
 
 
SOCIEDADE FILARMÓNICA DE TIBALDINHO
 
É uma das mais antigas associações da região. Foi fundada em 1901 por oito sócios: José de Loureiro Pais (maestro), Anacleto Luís Aresta, António Lopes, António Loureiro (Padeiro), António Loureiro Amaral, Francisco Marques, Jerónimo Pais de Loureiro e Joaquim Pedro Fortes.
 
Este grupo inicial fez a sua primeira aparição pública na Igreja Matriz de Alcafache, abrilhantando a festa da Missa do Galo de 1901. É este o momento funda­dor da hoje designada Sociedade Filar­mónica de Tibaldinho.
 
Mais informação em BANDA FILARMÓNICA DE TIBALDINHO-UM SÉCULO DE ACTIVIDADE MUSICAL (1901-2001)
 
 
 
JOVENS CRISTÃOS DE ALCAFACHE
 
Foi fundada em Janeiro de 1992.
 
 
 
ALCATUNA
 

Tudo começou no Ano 2000 com um grupo de amigos para ir á América cantar, claro que não chegaram a ir devido a problemas que lhes foram completamente alheios mas foi a partir desse projecto que tudo começou, realizando até hoje diversas actuações por todo o país tendo a sua primeira internacionalização em Julho de 2001 em Espanha e França.

Em 18 de Fevereiro de 2011 foi efectuada a sua legalização com o nome de ALCATUNA, NÚCLEO CULTURAL E RECREATIVO DE ALCAFACHE.

Todos os elementos agradecem às pessoas que nos ouvem e com tanto carinho nos apoiam e nos incentivam a continuar, apelando também a todos os jovens que gostem de música e divertimento que se juntem á tuna.

 
 
AS TRICANAS DE TIBALDINHO
 
O grupo “As Tricanas de Tibaldinho” foi fundado em 2 de Fevereiro de 2011.

Na tentativa de retratar as tradições locais seguindo o seu contexto histórico, o grupo “As Tricanas de Tibaldinho” pretende manter viva a tradição e autenticidade dos trajes bordados identificativos do povo de meados e finais do séc. XIX, danças, cantares, usos e costumes da aldeia.

As danças de Tibaldinho, pela sua riqueza etno-folclórica, pela variedade de ritmos e coreografias tradicionais como as danças de roda, representam só por si uma fonte de riqueza cultural que necessita de ser preservada, recuperada e devolvida novamente ao domínio público através da participação deste grupo em eventos culturais , tais como festas, feiras tradicionais, romarias, etc.

O termo “tricana” provém do tempo de D. João V e designava um certo tipo de tecido com que as mulheres da época se vestiam nas regiões de Coimbra e Aveiro.

Com o tempo, o termo “tricana” passou a designar aquelas que usavam esse tipo de tecido na confecção das suas roupas. Pela sua riqueza e simplicidade, contagiou Tibaldinho que, pela força da tradição e pelas lendas que envolvem a aldeia, as começou a usar, ficando desde então a fazer parte da história da aldeia. Cantada pelas gentes simples e humildes, que se serviam desta tradição para sua convivência e diversão. As tricanas de Tibaldinho há muito que desapareceram, ficando envolta numa teia mítica ligada à época do Carnaval.